Bebé Saudável, Família Saudável

Bloggers
Alegro

Dicas para uma alimentação saudável no primeiro ano de vida

por Vera Pinheiro

Publicado em 18/04/2017

O momento da introdução da alimentação complementar na rotina do bebé pode gerar algumas dúvidas nos pais, muitas vezes, motivadas pela sua enorme vontade de fazerem as coisas da forma mais correcta e que melhor para o bebé. Porém, também é verdade que os pais se deparam com muitas “teorias”, opiniões - nem sempre convergentes - que podem levar a alguma incerteza.

Na minha opinião, esta fase tem que ser o mais descomplicada possível, tem que dar prazer a toda a família e não pode estar associada a qualquer tipo de tensão e, por isso, há algumas dicas que fui aprendo com a minha experiência, especialmente, com o segundo filho. Algumas delas são:

1. Procurar a nossa própria informação e formar uma opinião crítica sobre esta nova fase, com consciência de que existem várias formas de o fazer, umas mais convencionais do que outras;

2. Encontrar um pediatra que esteja de acordo com o ponto n.1. Ter o apoio de um profissional de saúde é fundamental;

3. Conhecer o nosso bebé e dar-lhe liberdade para explorar esta fase – que é de uma grande mudança para eles. Deixar de lado as preocupações com as quantidades para nos focarmos muito mais no bebé: qual a hora certa para comer? Está sentado confortavelmente? Damos tempo ao bebé para se habituar a tanta novidade (de repente tem uma colher à sua frente e ele não sabe muito bem o que fazer com aquilo)?

4. Descomplicar na hora de cozinhar. Cozinhar para um bebé não é difícil, nem tão pouco tem que ser sinónimo de acréscimo de trabalho ou mesmo de comida sem sabor;

5. Estar presente no momento da refeição, mas preferindo a liberdade ao invés de impor o “aviãozinho” com a colher em que a criança não tem qualquer autonomia perante as suas refeições.

6. E na hora de cozinhar para o bebé:

Durante o primeiro ano de vida a grande restrição que temos prende-se com o uso do sal e, depois, de acordo com o profissional de saúde que vos segue, ser-vos-ão dadas as indicações quanto à sequência dos alimentos a introduzir, sendo que, cada vez mais, se defende que quanto mais cedo o bebé experimentar de tudo, melhor. Mas a partir daqui existe uma enorme liberdade, bastando para isso que coloquem a vossa imaginação a trabalhar. E a boa notícia é a de que este universo não tem que se resumir apenas às sopas e aos purés, mas é importante que não se esqueçam:

- de ir variando os ingredientes, privilegiando sempre aos alimentos frescos e, se possível, biológicos.
- que têm um mundo de especiarias  à vossa disposição que dão um sabor especial às refeições, tornando-as sempre diferentes.
- e de dar preferência às gorduras boas e, se possível, naturais;
Por fim, a melhor parte desta introdução completar, é mesmo a de poder contribuir para que os hábitos alimentares mais saudáveis sejam adoptados por toda a família, o que consequentemente vos irá permitir (de forma progressiva) deixar de cozinhar em separado para o bebé.

Espero que estas dicas vos tenham vos tenham sido úteis.
Até breve.

Este artigo foi produzido em exclusivo para o Alegro pela Vera Pinheiro do Blog, autora do blog  A Viagem dos V's

Tags
  • bebés
  • bloggers
  • a viagem dos V's
  • Vera Pinheiro
  • alimentação saudável
Gostou deste artigo?
Be Social

Alegro Alfragide

Conheça o Centro Comercial Alegro Alfragide, as lojas, os sitios onde comer, os espaços onde descansar.

Saber Mais Outros Centros & Galerias Comerciais