Como organizar as refeições da semana

Bloggers
Alegro

Dicas para quem tem apenas 30, 60 ou 120 minutos

por Vera Dias Pinheiro

Publicado em 26/01/2018

Este mês, na minha rubrica com o Alegro, decidi falar-vos de um aspecto que na minha gestão do dia-a-dia, tem de ser melhorado de forma a optimizar o meu tempo e especialmente das rotinas familiares. Estou a falar do planeamento das refeições. Tenho a certeza que muitos de vós entendem o que quero dizer, pois vivo naquele dilema entre o querer variar as refeições e os ingredientes o mais possível e a necessidade de conseguir ter tudo organizado para que a cada dia não seja uma incógnita, forçando-me a idas sucessivas ao supermercado.

No fundo, quando penso na organização das refeições semanais de família, penso numa forma de nos alimentarmos melhor, pois não evitamos o improviso, mas ao mesmo tempo, numa óptica de poupança. Pensar previamente nas refeições terá a vantagem de nos permitir construir uma espécie de puzzle em torno da nossa despensa que interligue os ingredientes que temos, mais alguma coisa que se compre estrategicamente, para que, no final, se consiga uma rentabilização maior. E talvez seja essa a razão pela qual eu nunca conseguir levar para a frente esta questão do menu das refeições semanais. Em vez de se tornar algo prático, sinto que acabo por ficar demasiado presa ao que está definido e, como tal, acabo por ir muito mais vezes ao supermercado durante a semana.

Sendo assim, e tomando este assunto (ainda) como uma resolução de ano novo, pedi ajuda a quem entende mais deste assunto do que eu. Convidei a Mafalda Freitas, autora do Mafabulouscook, mãe de dois filhos e perita em transformar sobras em pratos gourmet, a ajudar-me a estruturar esta organização das refeições semanais. Contudo, desta vez não com o foco nos pratos em si, mas antes no tempo e na disponibilidade de cada um de nós e do nosso próprio estilo de vida. E são essas (valiosas) dicas que aproveito para partilhar com vocês:


Planeamento

Por muito que o mundo gire não há volta a dar, planear é a melhor forma de estar organizado e focado. Existem sim várias formas de organizar esse planeamento e aí sejam criativos: agenda, papel, aplicação, parte de trás de um recibo de farmácia, notebook, quadro de giz, o que acharem melhor.

Até 30 minutos: são pessoas que têm tudo na cabeça, sabem quais são os produtos que têm de comprar, o que lhes falta, os alimentos que os seus gostam, ou seja, quase nem precisam de escrever nada. Contudo, sugiro que o escrevam de qualquer forma, pelo menos poupam nas idas ao supermercado pois aquela “coisa” que iam comprar e que faz mesmo falta é a que fica esquecida. Quem nunca?... Quantas vezes?

Até 60 minutos: mesmo tendo tudo na cabeça o melhor é confiar que esta já foi melhor e talvez seja bom fazer uma ronda pelos armários, frigorífico e congelador. Vemos o que pode ser aproveitado (ter sempre presente o que temos congelado: ajuda a não estar sempre a comprar porque sabemos que na hora não descongela). Apontamos o que está em falta e guardamos a lista dentro da mala. Quem nunca deixou a lista em casa que atire a primeira pedra!

Entre 60 a 120 minutos: quase todas as superfícies comercias (híper, super, mercearias, frutarias…) têm a sua página na internet. Fazer uma ronda por estas e ver quais as promoções da semana pode ser uma grande ajuda no planeamento das compras. Não só nos dá ideias para algumas refeições como também ajuda a poupar. Esta é a forma mais completa e mesmo que nos demore um pouco mais vai ter a recompensa no final. Escreva tudo na mesma e à frente coloque o preço (é só uma segurança). Quem nunca reclamou na caixa que o preço que está a pagar não é o mesmo que o indicado no produto?


Algumas considerações extras:

Este não tem de ser um trabalho solitário. Podemos chegar a um acordo familiar e quem dá por falta ou precisa de algo específico fica responsável por escrever. Criem um quadro ou mesmo um papel num local específico criando o “cantinho da gestão da casa”. Se os filhos já souberem escrever podem fazê-lo. Se não souberem ficam com a responsabilidade de informar. Na minha casa por exemplo, ficam responsáveis por avisar o estado da sua pasta de dentes e produtos de higienes, compotas (são eles que as comem), iogurtes, etc…

Para terminar, os tempos são mera indicação se conseguir fazer o indiquei no último ponto (entre 60 e 120 minutos) em meia hora tem a minha total admiração!

Muito obrigada à Mafalda pela partilha destas dicas e boa organização semanal.

Este artigo foi produzido em exclusivo para o Alegro pela Vera Dias Pinheiro, autora do BlogAs Viagens dos V’s

Tags
  • Vera Pinheiro
  • a Viagem dos V´s
  • dicas alegro
  • organizar as refeições
  • Mafabulouscook
  • Mafalda Freitas
Gostou deste artigo?
Be Social
{ }

Alegro Alfragide

Conheça o Centro Comercial Alegro Alfragide, as lojas, os sitios onde comer, os espaços onde descansar.

Saber Mais Outros Centros & Galerias Comerciais
{ } { } { }