Ver todos os artigos Let´s Talk

Casa e Família

Actividades Ao Ar Livre Para Crianças

17 Julho, 2018 Vera Pinheiro

6 Brincadeiras de rua para fazer com os filhos

As temperaturas parecem estar finalmente a subir e está na hora de levar toda a gente para a rua e pensar nas actividades ao ar livre para crianças. Se desse lado, teve igualmente um final de inverno com muitas doenças, se passou muitos dias em casa com filhos doentes, entende perfeitamente o que estes dias de sol e de temperaturas mais amenas significam para os pais!
Contudo, quando se tem filhos as coisas não se resumem apenas a ir para a rua. É preciso entreter as crianças e dar-lhes vários estímulos porque, bem sabemos, que também se fartam rapidamente das brincadeiras. E, para além disso, não nos podemos esquecer que, pelos menos, em idades mais pequenas, não existe melhor companhia de brincadeiras ao ar livre (e não só) do que a dos pais.

Portanto, sim, é preciso levar as crianças para a rua, mas é igualmente preciso que os pais saiam de casa já com algumas ideias na manga, para os surpreender. E nessa parte, nós estamos claramente em vantagem. A nossa infância foi passada com brincadeiras de rua com as actividades ao livre para crianças, sem telemóveis, sem tablets e sem horas infindáveis em frente de uma televisão.

Os nossos filhos já nasceram numa geração diferente, todos estes aparelhos já fazem parte do seu dia-a-dia, desde que nasceram e, muito por nossa culpa, tornam-se, desde muito cedo, o seu entretém. Com efeito, no artigo deste mês, o meu objectivo é o de reavivar a memória de todos os pais e mães, lembrando quais as actividades para crianças que, no nosso tempo, faziam de nós crianças super felizes, enérgicas e para quem brincar era sinónimo de brincadeiras de rua.

Vamos lá, então, reavivar algumas das melhoras actividades ao ar livre para crianças:

.

Jogo da macaca: com um pau de giz e uma pedrinha faz-se a festa!

Como se joga: atirar a pedra para a primeira casa e quando se começar a jogar salta-se ao pé-coxinho, saltando a casa onde está a pedra. Faz-se o mesmo para todas as casas até ao fim da macaca. Depois começa outro jogador. Quando a pedra sair fora muda-se de jogador.

Objectivo: deitar a pedra dentro de cada casa, saltar a casa onde está a pedra sem a pisar, saltar as casas ao pé-coxinho e apanhar a pedra sem cair e não pisar as riscas.

Jogo do lencinho: só precisam de um lenço!

Como se joga: duas equipas atribuem a cada elemento um número que permanece em segredo. Define-se um espaço e, ao centro deste, um elemento alheio às equipas segura um lenço com o braço esticado. Quando este anuncia um número, o elemento referente de cada equipa corre para o lenço e tenta alcançá-lo primeiro que o adversário.

Jogo do quente e frio

São preciso três jogadores no mínimo e um objecto qualquer fácil para esconder!

Como se joga: uma pessoa fecha os olhos e os outros ficam a esconder o objecto algures no local. O esconderijo é apenas conhecido dos que ficaram de olhos abertos, já quem se escondeu terá como tarefa procurar o objecto escondido. Enquanto o faz, os outros gritam "quente" ou a "ferver" quando está próximo do objecto ou "frio" e muito "frio" e também "gelado" quando se afasta.

Jogo da Apanhada

Objetivo: apanhar alguém para que seja ele a apanhar os restantes jogadores.

Se quiserem arrojar, deixo-vos de “brinde” estas duas sugestões de brincadeiras ao ar livre:

Pisar Balões de água

O que precisa: improvisar uma grande banheira de plástico, podem usar uma daquelas insufláveis e de balões de água.

Preparação: Encher os balões com água (não precisam ficar demasiado cheios) e dar um nó – podemos considerar esta a parte mais difícil desta tarefa - e colocá-los, um a um, na “banheira” improvisada. De seguida, sem sapatos, vista uns calções às crianças ou mesmo os fatos de banho, porque não?! - e coloque-as lá dentro.

Objectivo: ver quem rebenta mais balões de água com os pés.

Chuveiro ao ar livre

O que precisa: espaço ao ar livre, como por exemplo, um jardim; fita adesiva; mangueira; tesoura; algo pequeno e afiado que dê para fazer pequenas perfurações; e, por fim, “esparguete” de piscina/natação.

Preparação: comece por prender uma ponta do “esparguete” para que fique à prova de água, à mangueira. Quanto mais fita adesiva usar melhor, pois está a garantir que não se vai soltar da mangueira ou mesmo rebentar. Em seguida, pegue algo pequeno e afiado e faça pequenos furos no “esparguete”. É por esses buracos que a água vai sair!

Objectivo: divertir as crianças que, em dias de calor, adoram molhar-se e imaginar que estão numa piscina ou mesmo na praia.

 

E, desta forma, aproveite também para se distrair e passar algum tempo de qualidade com os seus filhos. Lembre-se de que este é um tempo que não volta atrás.
Vera Pinheiro

Vera Pinheiro

Conhece todos os posts

Artigos Relacionados