Ver todos os artigos Let´s Talk

Família e Maternidade

Atividades para Crianças na Pandemia

6 Abril, 2021 Vera Pinheiro

Atividades para crianças: Passeios em Família

ATIVIDADES PARA CRIANÇAS: COMO MELHORAR A VIDA DOS NOSSOS FILHOS DURANTE A PANDEMIA

Se por um lado, esta pandemia veio permitir que pais e filhos passassem mais tempo em conjunto juntos. Por outro, em todas as faixas etárias, desde os bebés aos adolescentes, a pandemia veio afetar muito a vida das crianças e dos jovens.

Os efeitos da pandemia nas crianças são inúmeros. Para além das limitações dos contactos sociais, a própria vida escolar sofreu adaptações, algumas delas até prejudiciais para o desenvolvimento cognitivo - Quais são alguns dos efeitos da pandemia no desenvolvimento infantil? Por exemplo, o facto dos bebés interagirem sempre com um adulto de máscara. Perdem-se informações importantes e formas de linguagem e de comunicar que as expressões faciais transmitem.

Aposto que muitos pais e mães, como eu, já foram confrontados várias vezes com a pergunta: “Ainda falta muito?” ou “Quando é que a Covid vai embora?”. E se tiverem filhos como os meus, de cinco e sete anos, também já os ouviram contar as suas teorias e planos sobre a forma como vão acabar com a Covid.

 
Infelizmente, não é assim tão fácil e nem existem certezas de quando esta pandemia terminará e nem tão pouco quanto tempo levará até retomarmos os nossos velhos hábitos. Por isso, enquanto mãe, a minha principal preocupação tem sido a de garantir aos meus filhos uma vida o mais normal possível e, acima de tudo, nunca usar o medo, nem tão pouco para que se lembrem de que é preciso desinfetar as mãos ou afastarem-se das pessoas. Para que isso aconteça, é preciso fazer certas atividades para crianças para que possamos ajudá-los a passar esta fase da melhor maneira possível.

Mas, entre o cuidado e atenção e liberdade de uma vida mais ou menos normal, o que podemos fazer para ajudar as nossas crianças na reinserção na sua vida social? Aqui apresentamos algumas atividades para crianças que facilitem este processo.

1. Melhorar a comunicação:

Converse sobre o momento atual de forma transparente e adequado à idade de cada criança para que possa compreender o porquê de tantas alterações na sua vida. Para além disso, não tenha vergonha em mostrar os seus sentimentos. As crianças percebem tudo o que se passa à sua volta, mesmo quando achamos que estamos a conseguir disfarçar ou esconder algo.

2. Manter as rotinas o mais possível:

As rotinas são muito importantes e ajudam as crianças a sentirem-se seguras. É importante saberem exatamente como se passam os dias, dá-lhes estrutura. Acima de tudo, durante os períodos em que têm de ficar em casa, para que não sintam uma quebrar abruptaEstas quebras poderão levar à perda de motivação e a dificuldade em concentrarem-se. No fundo, o objetivo é que não sintam que andam à deriva pela casa e tentar diminuir os efeitos da pandemia ao máximo. 

3. Socializar Online:

Uma das atividades para crianças que pode usufruir mais é aproveitar o poder do vídeo para promover a socialização. Reserve uma hora de brincadeiras via Zoom, por exemplo, ou simplesmente para que partilhem histórias, acontecimentos ou novidades entre amigos e/ou familiares.

4. Sair de casa:

Aproveite o momento atual para descobrir outros locais e atividades para crianças. Por exemplo, o contacto com a natureza promove o bem-estar, reduzindo o stress e a ansiedade e é o cenário ideal para um piquenique, uma caça ao tesouro ou simplesmente desenhar. Ou então, descobrir trilhos, fazer caminhadas ou passeios de bicicleta. Para as crianças basta muito pouco para que se sintam livres e activas ativas. É importante que se exercitem e gastem energia.

Nem sempre as crianças estão aptas a falarem acerca dos seus sentimentos ou a expressarem de forma percetível para os adultos. Mas o stress e ansiedade têm sido efeitos comuns da pandemia e afeta-as igualmente. Cabe-nos a nós, pais, arranjar as ferramentas e atividades necessárias para que os nossos filhos se sintam protegidos, cuidados e, acima de tudo, que não estão sozinhos.
Vera Pinheiro

Vera Pinheiro

Conhece todos os posts

Partilhar

Gostaram deste artigo?

Artigos Relacionados