Ver todos os artigos Let´s Talk

Lifestyle

Como ter Motivação Para Treinar Depois das Férias

10 Outubro, 2019 Bloggers Convidados

As férias terminaram, cometeram-se excessos, parou-se mais do que o habitual ao longo do ano, fez-se o que não se faz quando a rotina é casa-trabalho-casa (e nos intermédios outros compromissos como sendo o ginásio) e! agora vamos ter de recomeçar tuuuudo de novo.

Easy. Porque recarregámos baterias e estamos cheios de vontade de voltar a cuidar do nosso corpo e de prepará-lo para os anos seguintes, enquanto o ajudamos a manter-se jovem, ativo e saudável, verdade?

Vamos a isso.

Comigo, e sempre que há uma paragem – confesso-vos que se passar férias no país levo o equipamento de treino comigo e treino em qualquer lado, mas nem sempre acontece ficar “cá dentro” – estabeleço determinadas prioridades no regresso. E são essas prioridades, objetivos e metas para voltar a treinar que vou partilhar convosco, falando da minha experiência para que possam – ou não – adaptá-la à vossa realidade. Em último caso, inspirar-vos ou fazer-vos pensar já me parece um bom começo.

Este ano, as minhas férias serão apenas em Outubro, mas tal como vocês sofri uma paragem “forçada” em Agosto, pelo que “estamos no mesmo barco”. Arrancamos juntos?

Dicas para voltar a treinar

1. Planear devidamente as refeições.
Pelo menos nas primeiras duas semanas, é importante que escolham um dia da semana em que preparam as vossas marmitas ou pelo menos programam as vossas refeições para a semana inteira, deixando-as já preparadas (dentro do possível). Optem pelo peixe, a carne magra, os legumes e hidratos de carbono complexos – eu não faço aquela coisa meio louca de rejeitar o pão na minha refeição (eu AMO pão!); antes, opto por comê-lo apenas ao pequeno-almoço e escolho comer pão de alfarroba. Sobre o arroz, prefiro o integral. E assim sucessivamente com os restantes alimentos. Se como massa? Raramente. Prefiro quinoa, por exemplo.

2. Depois de planear aquilo que fará o vosso corpo funcionar e responder devidamente aos treinos, preparem os vossos treinos.
Escrevam na agenda exatamente o que vão treinar a cada dia, estipulem ou combinem com o vosso PT (caso tenham um), quais os grupos musculares prioritários, quais os treinos prioritários. É chegar para vencer! É treinar duríssimo na recuperação mesmo. As primeiras semanas são muito muito importantes, para garantir que não há mais perda de massa muscular. Para além disso, programar os treinos e saber exatamente o que se vai treinar e quando, facilita a vossa gestão horária e o vosso dia a dia (vocês vão perceber isso quando começarem a adotar este método), e permite lidar melhor com imprevistos. Sempre saberemos melhor onde encaixar o quê e quando.

3. Estabeleçam objetivos. Pode ser a recuperação de massa muscular, pode ser um novo método de treino, pode ser um foco maior na perna ou no core. Saibam porque estão ali e mantenham-se focados nisso – mas não esqueçam o resto!

4. Sempre que consigo, concílio a recuperação pós-férias nos treinos com o recurso a massagens – efeito lifting, drenante e redutor. É um ótimo complemento na eliminação daquela gordurinha extra que ficou onde não devia. Vão ver como os resultados são ainda melhores! Ps: mas não se iludam pensando que as massagens são tudo ou valem pelo treino... não são e não valem! Um corpofit só se consegue com trabalho no ginásio. Já um corpo magro... poderá ser outra coisa. Depende do vosso objetivo. E cada mulher, ou cada homem, tem o seu. (deve ter pelo menos)

5. Nas duas primeiras semanas – como enfim SEMPRE! sem sermos, no entanto, fundamentalistas – esqueçam os doces (açúcares refinados), à exceção do chocolate negro, por exemplo (eu como imenso!). Eliminem também as bebidas com gás e as bebidas alcoólicas. Foquem-se no treino para que ao fim dessas duas semanas já possam voltar a introduzir, a pouco e pouco, um ou outro exagero. Mas os primeiros dias têm de ser mesmo de FOCO, FOCO, FOCO.

6. Talvez já tenha dito aqui, mas aconselho também – pelo menos é o que eu faço – a reforçar o plano de treino das primeiras semanas. Treinem mais dias, mais grupos musculares específicos e comam melhor. Vão sentir que estão a voltar ao ativo mais rápido e o progresso será também melhor. Vão até acabar por esquecer que estiveram parados. O corpo, quando habituado ao treino, reage normalmente bem e recupera. Será um esforço menor num espaço de tempo mais curto também.
Artigo escrito por Inês Santos Alves do blog @ineslisboncover
Bloggers Convidados

Bloggers Convidados

Conhece todos os posts

Partilhar

Gostaram deste artigo?

Artigos Relacionados