Ver todos os artigos Let´s Talk

Família e Maternidade

11 Dicas para Recomeçar em Setembro

21 Setembro, 2017 Vera Pinheiro

Setembro marca o início de um novo ciclo. É desta forma que eu vivo este mês, com um sentimento de começar de novo, e, como tal, cheio de novas oportunidades para fazer mais, melhor ou, simplesmente, de diferente.
O fim do período longo das férias permitiu recarregar baterias e esquecer um pouco o que ficou para trás, preparando-nos para novos desafios. Há a motivação e a tranquilidade para traçarmos novas metas pessoais.

Quem tem filhos, invariavelmente, vive o mês de Setembro com uma outra intensidade, com a emoção do regresso às aulas. Às vezes é sinónimo de “estreia”, outras é simplesmente o continuar de uma das mais importantes caminhadas dos nossos filhos. No entanto, de uma forma ou de outra, a emoção está sempre lá e são sempre muitos os preparativos nos quais os pais têm que pensar.

A nível pessoal, é também tempo de balanços, porém, nem sempre nos lembramos como é importante pensarmos nos preparativos e definir objetivos para a nossa vida pessoal e profissional. Acredito que seremos melhores mães/pais, profissionais, amiga/o, mulher/marido, em função da forma como conseguimos manter todas estas facetas da nossa vida em equilíbrio. Com efeito, é bom parar para pensarmos em nós, é bom definir metas na nossa vida, porque acredito permitir-nos progredir sempre um pouco mais na direcção daquilo que ambicionamos (ou seja, do nosso equilíbrio).

E aproveitando que o mês de Setembro ainda só vai a meio, partilho com vocês alguns dos meus objetivos pessoais para “o novo ano” que, na minha opinião, acabam por ser transversais a todos nós.

Lista de metas e objetivos pessoais


  1. Tornar o local de trabalho um espaço de harmonia que potencie a criatividade, a eficiência e a produtividade - seja em casa ou fora;

  2. Reservar tempo para mim diariamente. É importante que, nesse tempo, façam algo que vos dê realmente prazer;

  3. Alimentar-me de forma saudável e isso implica ser mais organizada na (pré) preparação das refeições;

  4. Consumir menos e de forma mais consciente, refiro-me aos bens materiais. Deixar de comprar pelo impulso ou apenas do sentimento de posse e/ou das modas/tendências;

  5. Criar o hábito, mais ou menos, regular de abrir os armários tirar tudo para fora e fazer o desapego das coisas que já não precisamos - o lema, mais uma vez, é deixar somente o que nos transmite felicidade;

  6. Fazer mais programas culturais, para além dos infantis. Voltar a ir ao cinema é já um bom princípio;

  7. Partilhar a responsabilidade e as tarefas de casa. Cada um, na medida da sua capacidade, deve saber que tem tarefas que deve cumprir. Começar por coisas tão simples como cada um ser responsável pelas suas próprias coisas, guardar os seus sapatos, levar a sua roupa suja para o cesto, arrumar o seu casaco no armário, etc…

  8. Ler um livro do princípio ao fim, sem grandes intervalos de tempo pelo meio;

  9. Planificar as semanas e nunca deixar uma tarefa a meio para começar outra;

  10. Exercitar-me mais e, neste caso, podemos estar a falar, por exemplo, de não perder uma oportunidade de andar a pé. Preferir as escadas e não o elevador, estacionar o carro mais longe ou sair uma paragem antes do nosso destino. Exercitar-nos pela nossa saúde e bem-estar;

  11. Meditar. Aprender a parar de verdade e concentrar-me em coisas tão simples como escutar a minha própria respiração e ouvir o meu corpo.

Não é preciso fazer tudo isto de uma só vez e fazer uma mudança de vida por completo. O truque está em conseguir fazer pequenas alterações no nosso dia-a-dia que nos permitam, aos poucos, cuidar mais de nós e que nos ensinem a valorizar-nos.

Bons recomeços a todos.

 

Por Vera Dias Pinheiro, autora do Blog As Viagens dos Vs
Vera Pinheiro

Vera Pinheiro

Conhece todos os posts

Artigos Relacionados