Ver todos os artigos Let´s Talk

Culinária

Sustentabilidade Alimentar na Cozinha

9 Setembro, 2021 Célio Cruz

Sustentabilidade Alimentar e Desperdício Zero na Cozinha

Reduzir o desperdício alimentar, aproveitar ao máximo os alimentos, poupar tempo e dinheiro e proteger o planeta. Estas são apenas algumas das metas alcançadas quando falamos de sustentabilidade alimentar e desperdício zero na cozinha.

Mas afinal, o que é isto da sustentabilidade alimentar?!

É do conhecimento geral que o planeta Terra está a esgotar os seus recursos. Cabe a cada um de nós adquirir hábitos que ajudem a contrariar essa tendência. Podemos começar por ter uma cozinha mais sustentável, uma vez que esta é a divisão onde diariamente preparamos as nossas refeições, onde planeamos e organizamos a nossa alimentação e onde, consequentemente, desperdiçamos grande parte dos alimentos que adquirimos.

Estima-se que todos os anos* um terço dos alimentos produzidos a nível mundial são desperdiçados. A maioria desse desperdício alimentar acontece nas nossas casas, sendo que cada português desperdiça em média 100 kg de alimentos por ano. Os números são alarmantes e seja por desconhecimento de como utilizar devidamente os alimentos ou de como os conservar, tirando deles o máximo partido, a verdade é que se não agirmos já, se não assumirmos o compromisso de adotar um estilo de vida mais sustentável, estaremos a comprometer as nossas gerações futuras.

A sustentabilidade está assente num processo que garante as necessidades e desenvolvimento das gerações futuras, permitindo usar de forma inteligente os recursos naturais existentes, preservando-os para o futuro e está relacionada com o desenvolvimento económico e material, sem causar danos no meio ambiente.

*segundo a FAO - Food and Agriculture Organization (2011) - Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura.

Como ser mais sustentável e evitar o desperdício alimentar?

Se voltarmos atrás no tempo e pensarmos como viviam as nossas avós, chegamos à conclusão de que elas já praticavam a sustentabilidade alimentar nos mais pequenos gestos do dia-a-dia. Quem não se lembra dos sacos de pano que serviam para ir ao pão ou para guardar as leguminosas secas? Dos frascos das conservas que eram lavados e reaproveitados para guardar sementes e compotas? Dos guardanapos de pano que eram lavados e reutilizados vezes sem conta? Das borras do café que eram colocadas nos vasos? E das partes mais feias dos legumes que eram utilizadas nas sopas? Alguns gestos  simples, mas que permitem reduzir o lixo e aproveitar todos os recursos, evitando o desperdício alimentar.

Vivemos numa sociedade de consumismo, tudo é descartável, compramos coisas que não necessitamos, alimentos que muitas vezes não consumimos, produzimos toneladas de lixo e aumentamos cada vez mais a nossa pegada ecológica. Sendo a cozinha um dois locais da casa que nos leva a consumir mais e, como consequência, gera mais resíduos, vou dar algumas dicas importantes que nos ajudam a diminuir o desperdício alimentar, a reduzir o lixo e ser mais sustentáveis na alimentação.

Quatro passos importantes no caminho da sustentabilidade alimentar


  • Planear a ida às compras


Um bom planeamento é primordial na hora de ir às compras para abastecer a despensa. Compras bem feitas são sinónimo de poupar tempo e dinheiro. E são a base da sustentabilidade alimentar. Planeie as suas refeições e faça compras semanais, usando uma lista daquilo que realmente necessita, evitando as "falsas promoções" de produtos que muitas vezes nem vai consumir. Use sempre sacos reutilizáveis e evite os sacos de plástico descartáveis do supermercado. Preferencialmente, compre produtos locais e sazonais, o ambiente e a carteira irão agradecer. Opte por ir aos mercados locais e compre os legumes e a "fruta feia" que não preenche os parâmetros para estar na prateleira do supermercado, mas que é mais barata e muito mais saborosa. Compre produtos com prazo de validade perto do fim, mas se tiver a certeza que os vai consumir de imediato.

  • Organizar a despensa


Ter a uma despensa organizada é meio caminho andado para evitar o desperdício alimentar. Organize os alimentos por categorias, em prateleiras diferentes. Desta forma é mais fácil procurar e verificar o stock disponível. Coloque os alimentos com menor prazo de validade bem visíveis para que lhes dê prioridade na hora de consumir. Use e reutilize frascos para guardar alimentos a granel, como sementes, leguminosas ou massas. Limpe e organize a despensa com regularidade e caso encontre algum alimento estragado, descarte-o e limpe bem o local para não haver contaminação entre alimentos.

  • Organizar o frigorífico e o congelador


Tanto o frigorífico como o congelador são os nossos melhores aliados na hora de conservar os alimentos e pensar na sustentabilidade alimentar. Como tal, deverão ser limpos e arrumados periodicamente por forma a garantir o seu bom funcionamento. Os alimentos deverão ser acondicionados em recipientes próprios e nos locais certos destes equipamentos. Use embalagens herméticas ou opte por embalar os alimentos em vácuo, desta forma não estarão expostos ao ar e irão durar mais tempo. Na hora de consumir, dê sempre prioridade às sobras e embalagens já abertas ou com curto prazo de validade. Antes de congelar um alimento certifique-se que o mesmo se encontra em boas condições de consumo. Nunca congele o mesmo alimento duas vezes.

  • Aproveitar os alimentos ao máximo


Uma forma de evitar o desperdício é utilizar os alimentos na íntegra. Dos legumes, por exemplo, é possível utilizar talos, cascas e folhas, que de outra forma iriam parar ao lixo. Estas partes "menos nobres" são comestíveis e muitas vezes mais interessantes do ponto de vista nutricional e são ótimas para usar não apenas nas sopas mas também noutras receitas do dia-a-dia como pratos principais e até bebidas.  Seja criativo, com alguma imaginação as sobras podem ser convertidas em refeições deliciosas. Aqueles legumes cozidos que sobraram de uma refeição e que muitas vezes deitamos fora, podem ser reutilizados e dar origem a uma nova refeição.

Receita com olho na Sustentabilidade Alimentar

Este foi o ponto de partida para a receita que apresento a seguir. De uns legumes cozidos que sobraram de uma refeição nasceu uma quiche de legumes que deu origem a outra refeição e desta forma evitei que estes legumes fossem parar ao lixo. Conseguindo assim, fomentar a sustentabilidade alimentar e o desperdício zero.

Quiche de Legumes

Ingredientes para a massa:

  • 120 g de farinha de espelta integral

  • 100 g de farinha de espelta branca

  • 1 c. (chá) de fermento seco

  • 1/2 c. (chá) de sal

  • 2 c. (sopa) de azeite

  • 1 ovo

  • 60 ml de água tépida


Ingredientes para o recheio:

  • 1 cebola pequena

  • 2 c. (sopa) de azeite

  • 1 courgette média

  • 400 g de sobras de legumes cozidos

  • (usei batata, cenoura e brócolos)

  • 100 g de queijo mozzarella

  • 4 ovos

  • 200 ml de crème fraîche (ou natas)

  • 1 pitada de noz moscada

  • sal e pimenta


Preparação:

  1. Prepare a massa, misturando as farinhas com o fermento e o sal numa taça. Faça um buraco no meio e junte o azeite, o ovo e a água. Junte e amasse todos os ingredientes com as mãos até obter uma massa homogénea (opcionalmente, coloque todos os ingredientes num robot de cozinha e programe a função "amassar" durante 1-2 minutos).

  2. Transfira a massa para uma bancada enfarinhada e amasse alguns minutos. Forme uma bola e deixe a massa repousar cerca de 15-20 minutos.

  3. Pré-aqueça o forno a 180ºC.

  4. Leve uma frigideira ao lume com a cebola picada e o azeite. Salteie até a cebola ficar translúcida. Junte a courgette em cubos e salteie até amolecer. Retire do lume e reserve.

  5. Estenda a massa com o rolo até esta ter ±3mm de espessura. Forre com a massa uma tarteira com cerca de 23 cm de diâmetro e leve ao forno durante 5 minutos.

  6. Coloque metade do queijo no fundo da forma. Sobre o queijo coloque a courgette e os legumes cozidos em pedaços.

  7. Bata os ovos com o crème fraîche, tempere a gosto com noz moscada, sal e pimenta e verta sobre os legumes. Polvilhe com o restante queijo e leve a quiche ao forno cerca de 30-35 minutos.

  8. Retire a quiche do forno, deixe arrefecer um pouco e sirva com uma salada de folhas verdes.

Artigos Relacionados